E-book "Profissão: EU!"

E-book "Profissão: EU!"
Da autora do blog "Nodo Ascendente", já à venda em raquelfialho.com

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Signos do Zodíaco - VII. Libra (Balança)

"Entre homens e mulheres não é possível a amizade.
Há paixão, hostilidade, adoração, amor, mas não amizade."


"Escolho os meus amigos pelo seu bom aspeto,
os meus conhecidos pelo seu bom caráter,
e os meus inimigos pelo seu inteleto.
Um homem nunca é demasiado cuidadoso na escolha dos seus inimigos."

Oscar Wilde (1854-1900, escritor inglês, nativo de Libra)


Sistema Tropical:  23 de Setembro - 22 de Outubro
Sistema Sideral:   16 de Outubro – 15 de Novembro
Constelação: Libra
Elemento: Ar
Qualidade: Cardinal
Partes do Corpo: Região inferior das costas (rins)
Regência Base: Vénus
Exaltação: Saturno
Exílio: Marte
Queda: Sol
Pedra preciosa: Opala
Metal: Cobre
Cores: Púrpura
Número: 6
Dia: Sexta-feira (no inglês “Friday”, dia de Frigg, deusa esposa de Odin)

Simbologia e Mitologia

A constelação de Libra, de brilho relativamente ténue aos olhos do observador terrestre, cativou os povos da Babilónia pela sua semelhança com os pratos de uma balança. Chamavam-lhe as "pinças do Escorpião", e associavam-na ao deus solar Shamash, patrono da justiça e da verdade. Já os Romanos relacionaram Libra com a balança de Astraea, deusa da justiça. Na mitologia egípcia, a balança era utilizada por Anubis para julgar o mérito da alma humana após a morte e assim decidir o seu destino final. 


Os gregos viram nesta constelação o carro dourado de Hades, senhor do Submundo. Quando Hades raptou Perséfone, Zeus teve de intervir para aplacar a furiosa Deméter (mãe de Perséfone e deusa das colheitas), de modo a restabelecer a justiça e a devolver ao mundo a fertilidade perdida com o luto de Deméter. Ficou então decidido que Perséfone passaria metade do ano com a sua mãe - durante os meses de Primavera e Verão, quando a terra está mais fecunda e abundante - e a outra metade do ano com Hades - altura em que Perséfone se retira do mundo dando lugar ao repouso de Outono e Inverno. Quando o mito surgiu, a constelação que hoje designamos por Libra correspondia ao equinócio de Outono, e talvez por isso os gregos nela vissem o carro dourado de Hades, regressando para buscar a sua amada após o Verão. Além disso, a intervenção de Zeus no sentido de trazer paz ao conflito, encontrar um ponto de equilíbrio entre as partes envolvidas e restabelecer a harmonia da vida na Terra ilustram bem os princípios fundamentais do arquétipo de Libra.

Curiosamente, o signo de Libra é o único do Zodíaco cujo símbolo é um objecto inanimado, um reflexo do ideal de justiça que se quer perfeitamente livre de paixões e instintos, absolutamente fria e imparcial.


Significado Astrológico

O início do Outono marca um período de repouso e recolhimento. É imprescindível escolher a melhor semente e o solo mais adequado, para que se garantam as colheitas do ano seguinte, o que requer não só um apurado sentido de preferência que faça jus a uma perfeição idealizada (regência de Vénus) como também uma impiedosa capacidade de eliminar tudo o que possa comprometer o sucesso futuro (exaltação de Saturno). Torna-se então indesejável a cedência a impulsos que comprometam o tão almejado equilíbrio (exílio de Marte), ou que coloquem a vontade individual à frente do bem colectivo (queda do Sol). 

O arquétipo de Libra preconiza a busca da perfeição a todos os níveis, entendida como o equilíbrio perfeito entre as partes que compõem o todo. Para tal, há que olhar para o Outro como um reflexo do Eu, e entender que definirmos o que somos implica declararmos o que não somos, confrontando-nos connosco próprios através dos relacionamentos que iniciamos.

O típico nativo de Libra movimenta-se em qualquer circunstância com um profundo sentido de elegância. Procura cooperar diplomaticamente em todas as matérias, preferindo o trabalho de equipa ao esforço individual, e muitas vezes encontramo-lo tentando apaziguar ânimos exaltados, mediando conflitos em busca de um entendimento pelo simples facto de que o conflito declarado e o caos instalado são os seus piores inimigos. Se beleza é ordem, em Libra tudo e todos devem ocupar o seu devido lugar com serenidade e sentido de justiça, pois só assim é possível assegurar um estado de harmonia genuína e duradoura.


Primeiro Decano: 23 Setembro – 2 Outubro
Os nativos do primeiro decano são regidos por Vénus, que os predispõe para o romantismo assim como para o desenvolvimento inteligente da sua imaginação. O dom da criatividade e o sentido da elegância podem ser combinados com sucesso, originando um sólido talento para tudo o que envolva moda e beleza. Românticos por natureza, estes nativos adoram estar apaixonados, e podem ser muitíssimo dedicados quando se comprometem com uma só pessoa, mantendo a chama da relação bem acesa com presentes e surpresas agradáveis. Todos os seus relacionamentos (não só os amorosos) beneficiam da sua necessidade de harmonia, pela qual estão dispostos a manter uma comunicação aberta e honesta em vez de alimentar discussões e desavenças.


Segundo Decano: 3 – 12 Outubro
O segundo decano tem Saturno como segundo regente, o que confere a estes nativos uma grande seriedade, altruísmo e consideração pelos outros. É com frequência que se disponibilizam para ajudar quem precisa, colocando as necessidades dos outros em primeiro lugar - mesmo quando isso significa deixar de lado os próprios desejos. Nos relacionamentos tendem a ser extremamente pacientes e tolerantes, cativando muitas amizades pela qualidade do apoio que conseguem dar aos outros. Ainda que desfrutem de um bom sentido de humor, estes nativos tendem a levar a vida demasiado a sério, assumindo total responsabilidade pelas suas qualidades e defeitos, assim como por tudo o que dizem e fazem.

Terceiro Decano: 13 – 22 Outubro
No terceiro decano, o segundo regente é Mercúrio. Estes nativos possuem um forte sentido analítico, são leais e muitíssimo sociáveis. Anseiam por aprender e por entender, buscando significados nas mais variadas áreas do conhecimento e procurando estabelecer pontes de comunicação com muitas pessoas diferentes. O círculo de amigos será provavelmente bastante amplo, em parte pela capacidade que estes nativos têm de cativar pelo charme e pela inteligência. Além disso, possuem o dom de combinar razão e intuição, escutando emoções mas também bom senso na hora de tomar decisões. 

O seu lema? Quero relacionar-me. 

Como se define?
EU EQUILIBRO!

Fontes:
Introdução à Astrologia, de Lisa Morpurgo (Ed. Pergaminho)
Manual de Interpretação Astrológica, de Stephen Arroyo (Pub. Europa-América)

Sem comentários:

Enviar um comentário